Vila Nova de Poiares

Breve Apresentação

Em terras de Artesãos… com vista no futuro

Vila Nova de Poiares situa-se nas cercanias do Maciço Montanhoso da Lousã, possui áreas com grandes manchas florestais e locais de uma grande beleza paisagística onde as escarpas agrestes predominam.

O artesanato é o ex-libris destas terras e gentes, mas para além deste património cultural bem enraizado, o concelho tem outras riquezas traduzidas na grande implantação de empresas comerciais e industriais.

No centro da sede de concelho, a Igreja Matriz e o agradável jardim público imperam sobre o casario que cresceu em seu redor. No Alto de São Pedro Dias sente-se o murmúrio do vento enquanto observamos a paisagem deslumbrante que daí se avista e na Fraga um banho na piscina refresca em dias de Verão. Nas Medas, perfeitamente enquadrada no meio envolvente, uma zona de lazer convida a piqueniques e a um contacto com a natureza.


Generalidades sobre o concelho de Vila Nova de Poiares

Gentílico

Poiarense

Área

83,82 km²

População

7 061 hab. ( 2001)

Densidade populacional (hab./km2)

70,5

Superfície (km2)

84,0

Número de freguesias

4 [Arrifana, Lavegadas, Vila Nova de Poiares (Sto. André) e S. Miguel]

Região

Centro

Subregião

Pinhal Interior Norte

Distrito

Coimbra

Antiga província

Beira Litoral

Confrontação Geográfica

Norte: Penacova
Leste: Arganil
Sueste: Góis
Sul: Lousã
Sudoeste: Miranda do Corvo
Oeste: Coimbra

Principais Recursos Hídricos

Rios Mondego e ALva


Brasão e Bandeira
Clique para aumentar as imagens

        

Mapas
Clique para aumentar a imagem


Personagens Ilustres
Clique para aumentar a imagem

Dr. Daniel de Matos (1850-1921) Dr. Daniel de Matos (1850-1921)
Nasceu no lugar de Ferreira. Licenciou-se em medicina onde se tornou médico com acção notável, nomeadamente no combate à tuberculose.

Foi notávelmente e reitor da Universidade de Coimbra.

Comendador José Joaquim Ferreira Nasceu em 1842 na Aldeia Nova.
Emigrou ainda criança para o Brasil, país onde se dedicou ao comércio, tendo feito fortuna. Benemérito do concelho a quem se deve a angariação de fundos para a construção do hospital local.

D. Maria Júlia Ferrão Castelo-Branco
Benemérita do concelho. Fundou em 1959 a obra da “Casa de Trabalho da Nossa Senhora das Necessidades”. Tratava-se de uma ‘escola de virtudes’ destinada a raparigas do meio rural, na qual aprendiam costura, rendas e bordados, decoração, cozinha, enfermagem, economia doméstica, bom gosto e moral. Fundou, ainda, a Obra da Sopa Infantil, uma instituição destinada a criar e manter uma cantina que, para além de alimentos, fornecia vestuário, livros, assistência médica e medicamentosa às crianças desfavorecidas de Vila Nova de Poiares.